Perceber o privilégio (VÍdeodiCionárIO)

Postado em Atualizado em

A meritocracia existe e funciona razoavelmente bem, mas certamente os privilegiados saem na dianteira. Assista o vídeo e leia o artigo abaixo.

Posso dizer que sou um privilegiado em diversos aspectos e não me envergonho disso, também tenho aspectos que me deixam para trás.

Como nivelar o tabuleiro e permitir condições iguais para todos? A resposta talvez seja utopia, mas certamente conscientizar sobre o privilégio pode ajudar a busca de soluções para melhorar as condições, a mudar as regras do jogo da vida.

Esta dinâmica de grupos ajuda a visualizar esta realidade. Difunda, aplique em sua empresa, escola, universidade, grupo de amigos.

Consciência é sempre #fatobom.

Abaixo as 35 perguntas/instruções:
1. Se os seus pais trabalharam noites e finais de semana para sustentar a sua família, dê uma passo para trás.
2. Se você consegue andar pelo mundo sem sentir medo de assédio sexual, dê uma passo para frente.
3. Se você consegue demonstrar afeto pelo seu companheiro romântico em público sem sentir medo de ridicularização ou violência, dê uma passo para frente.
4. Se você já foi diagnosticado com alguma doença ou deficiência mental/física, dê uma passo para trás.
5. Se a língua primária falada na sua casa quando você cresceu não era o inglês, dê uma passo para trás.
6. Se você veio de um ambiente familiar que te apoiava, dê uma passo para frente.
7. Se você alguma vez já teve que mudar seu sotaque ou trejeitos para ganhar credibilidade, dê uma passo para trás.
8. Se você pode ir a qualquer lugar do país e facilmente encontrar produtos para o seu tipo de cabelo ou cosméticos que sejam da cor da sua pele, dê uma passo para frente.
9. Se você já teve vergonha das suas roupas ou da sua casa quando crescia, dê uma passo para trás.
10. Se você pode cometer erros e ninguém atribuir seu comportamento ao seu gênero ou raça, dê uma passo para frente.
11. Se você pode legalmente casar com a pessoa que ama, independente de onde você mora, dê uma passo para frente.
12. Se você nasceu nos Estados Unidos, dê uma passo para frente.
13. Se você ou seus pais já se divorciaram, dê uma passo para trás.
14. Se você já sentiu como se tivesse acesso adequado à comida saudável enquanto crescia, dê uma passo para frente.
15. Se você estava razoavelmente certo de que seria contratado num trabalho graças às suas habilidades e qualificações, dê uma passo para frente.
16. Se você nunca pensaria duas vezes antes de chamar a polícia quando algum problema acontecer, dê uma passo para frente.
17. Se você pode ver um médico sempre que tem necessidade, dê uma passo para frente.
18. Se você se sente confortável sendo emocionalmente aberto e expansivo, dê um passo para frente.
19. Se você alguma vez já foi a única pessoa do seu gênero/raça/status social/orientação sexual em uma classe ou num local de trabalho, dê uma passo para trás.
20. Se você precisou de bolsa para custear seus estudos, dê uma passo para trás.
21. Se você tem folga nos feriados da sua religião, dê um passo pra frente.
22. Se você teve que trabalhar durante os anos de estudo, dê uma passo para trás.
23. Se você se sente confortável de andar pra casa sozinho, dê uma passo para frente.
24. Se você alguma vez já viajou pra fora do país, dê uma passo para frente.
25. Se você já sentiu como se não existisse uma representação real do seu grupo racial, da sua orientação sexual, gênero ou deficiência na mídia, dê uma passo para trás.
26. Se você sentiu confiança de que seus pais poderiam de dar apoio financeiro se você passasse por alguma dificuldade, dê uma passo para frente.
27. Se você já sofreu bullying ou foi feito de piada baseado em algo que você não podia mudar, dê uma passo para trás.
28. Se tinham mais de 50 livros na casa que você cresceu, dê uma passo para frente.
29. Se você estudou a cultura ou história dos seus ancestrais na escola fundamental, dê uma passo para frente.
30. Se os seus pais ou responsáveis frequentaram a faculdade, dê uma passo para frente.
31. Se você já fez uma viagem em família, dê uma passo para frente.
32. Se você pode comprar roupas novas ou ir a um jantar quando quiser, dê uma passo para frente.
33. Se você já conseguiu um emprego por ser amigo ou familiar de alguém, dê uma passo para frente.
34. Se algum dos seus pais já esteve desempregado, não por opção, dê uma passo para trás.
35. Se você já esteve desconfortável com uma piada ou um regimento relacionado à sua raça, gênero, aparência ou orientação sexual, mas se sentiu inseguro de confrontar a situação, dê uma passo para trás.

Um comentário em “Perceber o privilégio (VÍdeodiCionárIO)

    Jovem, talentosa e negra. Nina Simone « Fato Bom disse:
    agosto 6, 2015 às 10:39 pm

    […] Eunice Kathleen Waymon em 1933, negra, mulher e bipolar, ela nada tinha de privilegiada (ver no VIdeodiCIOnário), mas era um gênio e era brilhante. Não conseguiu seguir o piano clássico pelo preconceito da […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s