internacional

Redenção e Reflexão: evite ser idiota, aproveite esta conversa frente ao espelho.

Postado em Atualizado em

seta-do-tempo

Na boa e velha estrada do tempo a redenção fica quilômetros após a consequência por vezes desastrosa de um ato. Refletir leva a redenção mas não repara a consequência, em outras palavras o caminho para a redenção tem por parada obrigatória a consequência. Não seria bom que a reflexão alterasse atos ainda não realizados?

O projeto mostrado em vídeo parece encontrar um atalho, uma forma de ligar o futuro ao presente e fazer o indivíduo do presente refletir com a redenção de seu amanhã, colocando frente a frente o potencial praticante de um ato com quem já se redimiu ou ao menos está se redimindo.

Este projeto deu uma oportunidade de se enxergar no espelho o possível resultado do risco que se assume. Trazendo a consequência para o tempo presente, o projeto parece sensibilizar o indivíduo afetando positivamente sua decisão.

E você? Já repensou?

 

 

Share the Load

Postado em

Mudar o mundo com uma máquina de lavar e sabão?  Sim é possível.

Responsabilidade Social inteligente resulta mudança e, porque não, lucro. Parabéns Ariel! #sharetheload.

Corpo presente

Postado em

Conseguir reunir a família depois de morto, seria #fatobom? Assista o vídeo e conclua.

Você pode mudar a realidade enquanto há tempo e isso é #fatobom!

Esperança no desespero

Postado em Atualizado em

image

Ser vítima de uma catástrofe natural,  ou de um abuso,  ou de um acidente severo que leve quase tudo ou tudo o que tem é certamente desesperador.

Ser ajudado por desconhecidos neste momento trás esperança no desespero e este é o trabalho do Fanatical Change Foundation.
Leia o resto deste post »

Humano

Postado em Atualizado em

Yann Arthus-Bertrand já apareceu nas páginas do #fatobom em “De onde veio?”, pois por sua sensibilidade e perícia gerou o filme HOME, que mostra conexões não percebidas no planeta terra.

Desta vez Bertrand nos conta histórias lindas de seus habitantes, o nosso potencial, nossa resistência e também o lado sobrio, afinal não é só de luz que uma imagem é feita e ele como grande fotógrafo soube passar para o vídeo.

Só que este não é só um filme, é um projeto (clique aqui). Se emocione no filme e se envolva no projeto!

Abaixo algumas amostras (veja mais no youtube):

Jovem, talentosa e negra. Nina Simone

Postado em Atualizado em

nina_simone

Nascida Eunice Kathleen Waymon em 1933, negra, mulher e bipolar, ela nada tinha de privilegiada (ver no VIdeodiCIOnário), mas era um gênio e era brilhante. Não conseguiu seguir o piano clássico pelo preconceito da mesma academia que a diplomou por honra em 2003, poucos dias antes de morrer. Adotou então o nome Nina Simone para ganhar a vida em clubes noturnos tocando sem que sua mãe soubesse. Os clubes a forçaram a cantar, o mundo ganhou com isso, mas ela continuou sofrendo.
Leia o resto deste post »