conhecimento

Combate transparente à corrupção e a “Lava Jato”

Postado em Atualizado em

MP-combate-aa-corrupcaoUm amigo vinha me perguntando porque notícias da Operação “Lava Jato” ainda não tinham aparecido no #fatobom, visto que para ele o combate efetivo à corrupção era uma das melhores notícias de todos os tempos. Leia o resto deste post »

Luz engarrafada

Postado em Atualizado em

Alfredo Moser, mecânico em Uberaba, cidade mineira a quase 500 km de Belo Horizonte teve uma ideia genial e simples para iluminar sua casa durante uma queda de energia em 2002.

A ideia virou a Lâmpada Moser, uma garrafa plástica cheia de água fixada em um buraco feito nas telhas da casa. Água sanitária é adicionada para manter a transparência, quanto mais limpo estiverem água e garrafa melhor. As garrafas são presas com cola de resina, que segundo o inventor impede vazamentos mesmo na chuva.

Moser diz que medições feitas por um engenheiro indicam que cada garrafa equivale a lâmpadas de 40 a 60 watts dependendo do sol obviamente e não emite CO2. Para comparação uma lâmpada deixa em média uma pegada de carbono 0,45kg CO2 em sua fabricação e mais 200kg por ano para funcionar.

O funcionamento é baseado na refração da luz, que é a mudança de velocidade da luz que ocorre quando a luz atravessa meios com densidades diferentes. Assim os raios de luz alteram sua trajetória ao passar pela garrafa com água e se espalham pelo cômodo.

Em 2011 a fundação Filipina My Shelter adotou a Lâmpada de Moser e iniciou o projeto Liter of Light que levou a invenção a 140.000 casas e deu visibilidade mundial ao projeto.

Em 2013 a organização voluntária Change levou a ideia para as favelas de Dhaka em Bangladesh onde a maioria das residências não tem energia nem janelas. Algumas dificuldades foram enfrentadas, alguns moradores resistiram inicialmente a ideia alegando que estavam se sentindo mais pobres ainda garrafas como lâmpadas e também foi necessário realizar a cobrança de um pequeno valor (3kg de arroz) pois a comunidade tinha dificuldade em aceitar que algo benéfico a eles estava sendo dado de graça.

Estima-se que a invenção é usada em 1 milhão de casas espalhadas pelo mundo em países como Filipinas, Bangladesh, Índia, México e Colômbia.

E quando você irá contar ao mundo a sua ideia?

Fonte: BBC Brasil, BBC, Wikipedia

Novembro Azul

Postado em

Testeira_Facebook

Novembro é o Mês Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Em 2014 serão diagnosticados 69 mil novos casos de câncer de próstata. Se descoberta precocemente a doença tem 90% de chances de cura.

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e se assemelha a uma castanha. Ela localiza-se abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

No Brasil, é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens, após os tumores de pele. Acontece quando as células deste órgão começam a se multiplicar de forma desordenada. A doença pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes para não ser descoberta em estágio avançado e potencialmente fatal.

Na fase inicial, ele não apresenta sintomas, e quando os sinais começam, quase 95% dos tumores já se apresentam avançados, sendo muito difícil a cura.

Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 50 anos, ou dos 45, se houver histórico familiar, devem ir anualmente ao urologista para realizar o toque retal e fazerem o exame de PSA no sangue. 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal.

Sintomas na fase avançada:

  • Dor óssea
  • Sintomas urinários
  • Queda do estado geral
  • Insuficiência renal
  • Dores Fortes

Fatores de risco:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
  • Histórico familiar
  • Raça (maior incidência entre os negros)
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
  • Sedentarismo
  • Obesidade

Saiba mais na página do Novembro Azul.

Outubro rosa animal

Postado em

fotoOutubro é o mês da conscientização e prevenção ao câncer de mama, o mais comum em mulheres. Aproveitando o momento os veterinários fazem um alerta: o câncer de mama afeta também os animais.

O câncer de mama também é o mais comum em cadelas e o terceiro mais comum em gatas. Assim como nos humanos descobrir a doença no estágio inicial facilita o tratamento.

Leia o resto deste post »

Sabe como são eleitos os deputados?

Postado em Atualizado em

Publicado originalmente no Não Vai Dar Certo por Rodrigo Saraceno. Reproduzido e adaptado sob autorização.

Entender o sistema eleitoral é #fatoBom.

Você sabia que quando você vota para deputado ou vereador é como se você primeiro votasse no partido, e depois em quem você quer que tenha a preferência na lista do partido (ou coligação)?

Se você vota digamos no HUGUINHO para deputado federal (digamos numero XXYY), você está votando no partido XX, e querendo que HUGUINHO, o candidato YY daquele partido, tenha a preferência daquele voto. A relevância disso é que o HUGUINHO pode não precisar do voto que você deu pra ele ou o voto pode não ser suficiente para elegê-lo. Estima-se que na Bahia um candidato a deputado federal, em 2014, vai precisar de cerca de 195 mil votos para ser eleito (mais detalhes aqui http://www.quersaberpolitica.com.br/bahia-quociente-eleitoral-em-2014/).

Se por exemplo o hipotético candidato HUGUINHO tiver 250 mil votos, ele está eleito, e os votos que sobraram (55 mil) vão para o primeiro candidato do partido ou coligação dele que não atingiu o coeficiente eleitoral, neste exemplo ZEZINHO. Digamos que ZEZINHO, por sua vez, conseguiu 150 mil votos, que somados com os 55 mil votos que “sobraram”  chegam aos 195 mil necessários. Pronto, ZEZINHO está eleito, sem ter tido 195 mil eleitores que conheciam e escolheram ZEZINHO.

Suponhamos agora, que o partido tenha lançado dez candidatos, todos com cerca de 19.500 votos. Esses votos serão totalizados como votos do partido ou coligação e será dado ao candidato do partido ou coligação que tiver mais votos, e este será o candidato que representará aquele partido na casa legislativa. Digamos que o LUIZINHO tenha mais votos entre os candidatos do partido (ou coligação) dele, com 19.511 votos. Ele leva os votos.

Resumindo: para todos os efeitos, na eleição para deputados você vota no partido e na formação da lista de preferência dos representantes do mesmo, ou seja, pra quem vão os votos que sobram, e especialmente o voto dado sem consciência a um candidato com poucas chances pode eleger outro que também não chegou perto do número de eleitores necessários.

Escolha bem seu candidato e vote com consciência.

Bandeira

Assista o vídeo:

Cobrador cria ônibus cultural

Postado em Atualizado em

Chico Monteiro / R7
Chico Monteiro / R7

Antônio da Conceição Ferreira mora em Sobradinho II, no Distrito Federal, e é um exemplo para o Brasil.

Há 11 anos criou o projeto Cultura no Ônibus, uma biblioteca em pleno transporte coletivo.

Precisou apenas de uma caixa de papelão e alguns livros para iniciar o projeto quando iniciou o trabalho como cobrador na linha circular de Sobradinho II em 2003.

No início do projeto anotava o nome dos passageiros que pegavam os livros, atualmente ele leva 15 livros para o trabalho e não se importa mais em anotar os nomes, o passageiro é livre para ficar com o livro e passá-lo adiante, mas os passageiros rotineiros sempre devolvem os livros, conta.

O desejo de Antônio é expandir o projeto para todos os ônibus do Distrito Federal, o que seria ótimo proporcionando ao passageiro leitor a oportunidade de pegar e devolver livros em qualquer ônibus utilizado.

Antônio mostra que nem sempre é difícil ou caro transformar o mundo para melhor. A soma do trabalho de todos os Antônios do Brasil e do Mundo é o combustível para uma sociedade melhor. Você já fez a sua parte?

Fonte: R7