pesquisa

Europa premia técnica brasileira de cirurgia

Postado em Atualizado em

Foto: Erich Fonoff/Arquivo Pessoal

Projeto do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) liderado pelo neurocirurgião Erich Fonoff aperfeiçoa o método de implantação de eletrodos no cérebro de pacientes com Parkinson, procedimento necessário para a terapia de estimulação cerebral profunda.

Leia o resto deste post »

Hidrelétricas podem capturar gases de efeito estufa?

Postado em

UsinaO Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) estudou 11 usinas hidrelétricas durante 2011 e 2012. Foram envolvidos 108 pesquisadores de 15 instituições.

Leia o resto deste post »

Criado primeiro órgão funcional de células-tronco

Postado em

TimoCientistas conseguiram criar um timo completamente funcional dentro de um rato a partir de células tronco. O timo é um órgão linfático localizado na cavidade torácica responsável pela produção da timosina e da timulina.

Leia o resto deste post »

Repense – a importância de pensar

Postado em Atualizado em

Rethink Trisha Prabhu estudante de 14 anos teve seu projeto Rethink (Repense) selecionado como um dos 15 finalistas da Feira de Ciências do Google 2014.

A proposta do Rethink é alertar os jovens (12 a 18 anos) que o texto que estão prestes a compartilhar é potencialmente ofensivo a outros jovens e dar a oportunidade de repensar se deseja mesmo compartilhar a mensagem.

Pesquisas (na página do projeto são listadas todas as fontes) mostram 50% dos adolescentes já sofreram bullying e 10% a 20% deles sofrem bullying regularmenteAlguns desses adolescentes podem não entender as consequências de suas ações, uma vez que o córtex pré-frontal, área do cérebro responsável pelo raciocínio e tomada de decisões, só completa seu desenvolvimento aos 25 anos.

Trisha então teorizou que se os jovens fossem alertados que a mensagem que estão postando pode ser ofensiva, teriam uma chance de repensar a decisão de compartilhar. Para isso ela desenvolveu duas aplicações a Baseline que mediu a quantidade de mensagens ofensivas enviadas sem a existência da mensagem de aviso e o Rethink que mediu o numero de mensagens enviadas mesmo com alerta. Os resultados indicaram que 93% dos jovens desistiram de compartilhar a mensagem após o alerta.

Os testes foram feitos com adolescentes (12 a 18 anos) da escola de Trisha. Foram separados em dois grupos, 150 usando o Baseline e 150 usando o Rethink, 75 mulheres e 75 homens em cada grupoCada jovem participou de 5 testes, gerando 750 testes por sistema, 1500 no total.

No sistema Baseline foram 67,2% das mensagens enviadas foram classificadas como ofensivas. No sistema Rethink 71,07% das mensagens iniciais foram classificadas como ofensivas, após a exibição da mensagem de alerta 93,43% dos adolescentes desistiram de enviar a mensagem.

Trisha quer agora desenvolver um sistema que possa ser utilizado em conjunto com as redes sociais existentes e seja compatível com as redes futuras.

“Marca passo do cérebro” pode trazer avanços na luta contra o Alzheimer

Postado em

Pesquisadores do Canadá conduziram uma pesquisa com 6 pacientes durante 1 ano aplicando uma técnica de estimulação profunda do cérebro.

Uma ano depois, em dois desses pacientes, a área do cérebro responsável pela memória não só deixou de diminuir, como apresentou expansão. Nos outros quatro pacientes não houve deterioração na região.

Segundo os pesquisadores da Universidade de Toronto o hipocampo é uma das primeiras regiões do cérebro a ser afetada e sofrer com a redução do tamanho em pacientes com Alzheimer. Essa é a área responsável pela memória e por isso a perda de memória e desorientação estão entre os primeiros sintomas da doença.

Exames mostram que a região afetada absorve menos glicose do que o normal, e por isso ocorre a degradação. A técnica usada nos pacientes consiste na implantação de eletrodos na região do cérebro que envia sinais ao hipocampo para estimulá-los com impulsos elétricos.

Um ano após o início da pesquisa foi observado que a absorção de glicose voltou ao normal. O estudo e suas conclusões foram publicados em 2012. Os pesquisadores ressaltam que é uma técnica em desenvolvimento e que mais pesquisas são necessárias.

Em 2014 foi iniciado mais um estudo, dessa vez com 42 pacientes e os resultados preliminares começarão a ser divulgados na metade de 2015.

Informações sobre a pesquisa de 2012 podem ser encontradas AQUI e AQUI. Para a pesquisa atual clique AQUI.

Noruega é uma das maiores doadoras para a preservação da floresta Amazônica

Postado em

Norad

A Noruega liberou nessa segunda (18) um relatório falando que “houve uma queda substancial no desmatamento e emissões no Brasil desde o início da cooperação com a Noruega”.

O relatório foi escrito pela NORAD (Agência Norueguesa de Cooperação para o Desenvolvimento) que já destinou ao Fundo Amazônia U$720 milhões desde 2008, o que representa 44% de tudo que a NORAD investiu no período. Entre os objetivos do NORAD estão produzir e aplicar conhecimento sobre a eficácia de medidas, ser um instigador de debates públicos sobre desenvolvimento e desenvolver tecnologia, conhecimento , métodos e líderes capazes de levar o NORAD a resolver tarefas complexas de maneira eficiente.

Em 2008 foi fundado o Fundo Amazônia com o objetivo de captar doações para investimentos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento e é gerido pelo BNDES.

O Fundo financia diversos projetos na região que pretendem  treinar mais de vinte mil pessoas de 149 empresas públicas e privadas em aspectos como uso de tecnologias de monitoração para combater o desmatamento ilegal, treinamento de bombeiros para casos de queimadas e práticas de gerenciamento sustentável.

Também financia o desenvolvimento de tecnologias de monitoramento que serão empregadas por todos os países vizinhos com floresta Amazônica.